Bianca Ramoneda entrevista Marcelo Adnet/Foto: João Cotta/Globo

Marcelo Adnet é o entrevistado de Bianca Ramoneda, no ‘Ofício em Cena’, da próxima terça-feira, 29, às 23h30, na GloboNews. Aos 35 anos, ele  já é referência no humor e improviso e revela que se vê comunicador: “Posso fazer participações, mas não sou ator. Comunicação é mais a minha onda porque abrange tudo, inclusive o humor, que é uma forma de comunicação”. Jornalista de formação, conta porque mudou de profissão: “Percebi que no palco, fazendo improviso, eu podia dar vazão às minhas opiniões em forma de arte, de cena”.

Foi em um pequeno teatro, com 50 amigos na plateia e ingresso a R$ 5, que ele começou, ao lado dos amigos Rafael Queiroga, Fernando Caruso e Gregório Duvivier. Cada um com seu estilo. Todos estudavam teatro, menos Adnet. Na pauta, o improviso. “Quando você acerta um improviso, as pessoas falam: “Uau! Golaço, palmas”. Mas quando você erra, as pessoas se veem ali porque também não saberiam fazer. Então, no improviso, o erro e o acerto são válidos”, analisa.

Do improviso, Adnet descobriu outros talentos, como a imitação: “É muito instintivo. Tenho um ouvido bom, por isso tenho facilidade para música, línguas, sotaques e imitação. É um processo super natural, acontece espontaneamente, eu não treino imitação. E também existe uma paródia na imitação. Não são imitações puras e simples. Existe uma paródia de estilo, de conteúdo, uma crítica. Isso gera no público algum choque, algum pensamento”.

Adnet encerra a entrevista criando uma música improvisada, usando o nome do programa da GloboNews e algumas palavras sugeridas pela plateia.

 

Deixe um Comentário