Rosane Svartman durante as filmagens subaquáticas de 'Pluft'/Foto: Elisa Bessa/Divulgação'

A diretora Rosane Svartman começou as filmagens subaquáticas de ‘Pluft’, primeiro longa brasileiro infantojuvenil em 3D. Nas próximas semanas em um estúdio submerso, montado dentro de uma piscina de seis metros de profundidade, na Escola Superior dos Bombeiros , a maior da América Latina, serão filmadas  cenas em que irá inserir o ‘efeito fantasma’. Para ter mais segurança nesse processo e também atuar debaixo d’água, os atores que integram o ‘núcleo de fantasmas’, se submeteram a treinos de apneia e aulas de mergulho.

‘Pluft’ mostra a inesperada amizade entre o fantasma (Nicolas Cruz), que morre de medo de gente, e a menina Maribel (Lola Belli). Ela é sequestrada pelo pirata Perna de Pau (Juliano Cazarré), que quer usá-la para achar o tesouro deixado pelo avô, o falecido Capitão Bonança Arco-íris. Na casa abandonada onde o velho morou, Maribel espera pela ajuda dos marinheiros Sebastião (Arthur Aguiar), João (Lucas Salles) e Juliano (Hugo Germano), amigos do velho capitão, que saem em uma atrapalhada busca pela garota. Eles não chegam nunca e ela acaba conhecendo Pluft e sua família.

A trilha sonora original do filme é de Tim Rescala e contará com interpretações de Roberto Frejat, Simone Mazzer e do coro infantil da UFRJ, acompanhados de piano, violinos, flautas, contrabaixos, percussão, bateria e trompete.
A primeira parte da produção foi rodada no Rio Grande do Norte e no Rio de Janeiro com o elenco do ‘núcleo humano’, formado por Juliano CazarréLola BelliArthur AguiarLucas SallesHugo Germano e Gregório Duvivier, em participação especial.

Com roteiro assinado por Cacá Mourthé e José Lavigne, e produção de Clelia Bessa, da Raccord Filmes, coprodução da Globo Filmes e distribuição da Downtown e Paris Filmes, o filme tem lançamento previsto para o verão de 2018.

Deixe um Comentário