Leona Cavalli, Oscar Magrini e Yakko Sideratos/ Foto: Manhasemanias/ Divulgação

Leona Cavalli, Oscar Magrini, e o ventríloquo Yakko Sideratos dividem à cena em ‘Gatão de Meia Idade, a Peça’, de Miguel Paiva, com direção de Eduardo Figueiredo, que terá estreia nacional nesta sexta-feira, 25, no Teatro J. Safra, em São Paulo.

A comédia é inspirada no livro ‘Cama de Gato, Histórias de Cama do Gatão de Meia Idade’, de autoria de Paiva e retrata de maneira bem-humorada o quarentão urbano que sabe rir do seu próprio destino e da sua própria imagem. O livro já teve uma versão de sucesso no telão em 2006, com Alexandre Borges como protagonista.

O ‘Gatão’, interpretado por Magrini, é um solteiro, crítico de sua condição, mas que não quer envelhecer sozinho e sabe que, se não se esforçar para isso, vai acabar assim. Apesar de antenado, sua antena está, muitas vezes, direcionada para o satélite errado e ele sofre com isso.

Leona faz oito personagens femininos diferentes, que dão bossa aos relacionamentos amorosos vividos pelo ‘Gatão’. Já Sideratos, considerado um dos melhores ventríloquos no gênero, manipula o boneco que, na história, é uma espécie de ‘consciência’ do ‘Gatão’.

Deixe um Comentário