Gilka Machado (Miriam Freeland) se apresenta no Grêmio Cultural/ Foto: Paulo Belote/ Globo

Chegou o dia tão aguardado por Olímpia (Sabrina Petraglia) que se empenhou para concretizar a apresentação do recital da poetisa Gilka Machado (Miriam Freeland) no Grêmio Cultural Brazileiro. Ela recebeu a ajuda das demais participantes do espaço, como Celina (Barbara França), Carolina (Mayana Moura), Nicota (Olívia Araújo) e outras que estão na plateia. Várias mulheres estão reunidas para ouvir a escritora que foi pioneira da poesia erótica no Brasil. Orgulhosa, Olímpia apresenta a noite: “Minhas amigas, sejam todas muito bem-vindas ao nosso Grêmio Cultural nesse encontro do Grupo de Mulheres. A programação de hoje é muito especial. Teremos a apresentação da poetisa Gilka Machado”.

Gilka Machado (Miriam Freeland) é apresentada por Olímpia (Sabrina Petraglia) a plateia Olímpia (Sabrina Petraglia)/ Foto: Paulo Belote/ Globo
Gilka Machado (Miriam Freeland) é apresentada por Olímpia (Sabrina Petraglia) a plateia Olímpia (Sabrina Petraglia)/ Foto: Paulo Belote/ Globo

Balbina (Walkiria Ribeiro) e Celina aproveitam a reunião para venderem as Geleias Supimpas. “Logo após o recital, teremos uma conversa informal com a nossa convidada. Ali no pátio está sendo vendida a Geleia Supimpa, produzida por uma mulher de fibra que está presente aqui, Balbina dos Anjos!”, Olímpia segue o discurso para chamar a convidada especial: “E nada melhor para inspirar-nos que termos entre nós uma mulher que nos enche de orgulho. Não foi fácil para Gilka Machado publicar seus poemas. Muitos foram e são considerados imorais”.

Gilka Machado (Miriam Freeland) recebe de Balbina (Walkiria Ribeiro) um pote de Geleia Supimpa/ Foto: Paulo Belote/ Globo
Gilka Machado (Miriam Freeland) recebe de Balbina (Walkiria Ribeiro) um pote de Geleia Supimpa/ Foto: Paulo Belote/ Globo

Celina, cada vez mais ativa no Grêmio Cultural, complementa a fala de Olímpia: “Gilka Machado não é somente uma grande poetisa. É também uma ativista política, que luta pela igualdade social e pelo direito de voto das mulheres. Gilka inaugurou, na literatura brasileira, uma tradição que converteu a mulher de musa a sujeito do discurso”. Gilka agradece a apresentação e se diz honrada em participar do evento. Ela caminha entre as participantes declamando suas poesias e todas olham admiradas para a artista. A sequência da novela ‘Tempo de Amar’ irá ao ar nesta quarta-feira,10, a partir das 18h, na Globo.

Deixe um Comentário