Álamo Facó/ Foto: Pascale/ Divulgação

Álamo Facó fará duas temporadas do monólogo ‘Mamãe’, de sua autoria, em que divide a direção com Cesar Augusto: a 1ª será a partir desta sexta-feira, 23 a 9 de abril, às 21h e nas segundas, às 20h, no  Teatro Glaucio Gil. A 2ª acontecerá de 14 a 29 de abril, às 20h, no Teatro Cesgranrio.

Depois do falecimento da arquiteta Marpe Facó – o ator que acompanhou de perto a luta e o dia a dia do tratamento  de sua mãe, diagnosticada com tumor cerebral, mergulhou em um processo de criação que chamou de ‘A Síntese do Relevante’, de onde nasceu o solo ‘Mamãe’. Influenciado por artistas como Hélio Oiticica, Lygia Clark e Bruce Nauman, o espetáculo não traz o drama exacerbado das histórias com essa temática e tem como prioridades, o encontro com o espectador e a busca pelo ineditismo como possibilidade.

Este é o segundo solo da carreira de Facó – o primeiro foi ‘Talvez’ – que será apresentado no Festival de Teatro de Shenzhen, na China, ainda este ano, e em 2019, nos festivais de Avignon e Edimburgo. Já no segundo semestre de 2018, ele estreará seu terceiro solo, ‘Trajetória Sexual’, completando assim ‘A Trilogia da Perda’.

Em tempo: na estreia no Glaucio Gill, nesta sexta, Álamo, que está completando 20 anos de carreira, lançará a publicação de ‘Mamãe’, pela Editora Cândido, seu primeiro texto publicado. O monólogo recebeu este ano, o prêmio de melhor Dramaturgo pelo Prêmio Questão de Crítica. Foi indicado ao Prêmio APTR de melhor Dramaturgia, ao Prêmio CENYM de melhor monólogo e preparação corporal, e ao Prêmio CESGRANRIO, nas categorias: melhor autor, ator e melhor espetáculo.

Deixe um Comentário